IESRN - Instituto de Ensino Superior do Rio Grande do Norte

Esqueci minha senha | Como acessar

Bases de dados de Livre Acesso

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde – CONASS.  O desenvolvimento do SUS: avanços, desafios e reafirmação dos seus princípios e diretrizes. Brasília – DF; 2003. Disponível em <URL: http://www.saude.gov.br/bvs> [2004 jan 13].

Brasil. Ministério da Saúde. Evolução e desafios da regulação do setor de saúde suplementar. Brasília – DF; 2003. Disponível em <URL: http://www.saude.gov.br/bvs> [2004 jan 13].

Manual de Segurança Biológica em Laboratórios, Organização Mundial da Saúde (OMS), Genebra,  2004. (http://whqlibdoc.who.int)

Biossegurança em Laboratórios Biomédico e de Microbiologia - 3.ª Edição revista e atualizada . Série A. Normas e Manuais Técnicos. MINISTÉRIO DA SAÚDE, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica. 2006
(http://bvsms.saude.gov.br)

CNTBio – Resolução Normativa Nº 2, de 27 de novembro de 2006

Lei Nº 11.105 de Biossegurança, de 24 de março de 2005

MS - Diretrizes Gerais para o Trabalho em Contenção com Agentes Biológicos (http://dtr2001.saude.gov.br)

MS - Classificação de risco dos agentes biológicos (http://bvsms.saude.gov.br)

Sites:    
www.coffito.org.br
www.crefito.com.br

DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E PARA O ENSINO DE HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA. Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. MEC, Brasília: 2004. Disponível em:
<www.sinprosp.org.br>.

WALDMAN E.A.; ROSA T.E. da C. Vigilância em Saúde Pública. São Paulo: FSPUSP,2002.Disponívelem:<http://www.fug.edu.br>  Cid. Universitária/ Assis.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Projeto Promoção da Saúde. Promoção da Saúde: Declaração de Alma-Ata, Carta de Otawa, Declaração de Adelaide, Declaração de Sundsvall, Declaração de Santafé de Bogotá, Declaração de Jacarta, Rede de Megapaíses e Declaração do México. Brasília; 2001 http://bvsms.saude.gov.br   

CONSELHO NACIONAL DE SECRETÁRIOS DE SAÚDE. Para entender a gestão do SUS Brasília; Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS; 2003. http://www.conass.org.br

SÃO PAULO. Secretaria de Meio Ambiente. Conceitos para se fazer educação ambiental. São Paulo: COEA/SEMA, 1999. Disponível em: < http://www.uff.br

ARROIO, A. Louis Pasteur: um cientista humano. (online). Disponível em: <http://www.cdcc.usp.br>. (Acessado em: 25/11/2012).

BRASIL. Ministério da Saúde.Portal da Saúde.
MS alerta sobre condutas frente a casos de gripe. (online). Disponível em: <http://portal.saude.gov.br>. (Acessado em: 20/11/2012).
 Programa Especial de Análise de Saúde.
COFFITO. Código de Ética Profissional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Disponível em: http://www.crefito3.org.br. Acesso: 15 de julho de 2013.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Resolução CNS Nº 466. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br. Acesso: 15 de julho de 2013.

COFFITO. Referencial Nacional de Honorários Fisioterapêuticos. 2ª Ed. Disponível em: http://www.crefito.com.br. Acesso: 15 de julho de 2013.

COFFITO. Resolução COFFITO nº 367. Disponível em: http://www.coffito.org.br. Acesso: 15 de julho de 2013.

ASSOCIAÇÃO MÉDICA MUNDIAL. Declaração de Helsinque da Associação Médica Mundial (WMA): Princípios Éticos para Pesquisa Médica envolvendo Seres Humanos. Disponível em: http://www.icflab.com.br. Acesso: 15 de julho de 2013.

UNESCO. Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br. Acesso: 15 de julho de 2013.

ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Disponível em: http://portal.mj.gov.br. Acesso: 15 de julho de 2015.

UNESCO. Declaração Universal sobre o Genoma Humano e os Direitos Humanos. Disponível em:  http://unesdoc.unesco.org. Acesso: 15 de julho de 2013.